Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Morfindes a Illidari

Morfindes a Illidari

As aventuras deste fim-de-semana

Morfindes 2.png

 Este fim-de-semana foi dedicado a estas 3 meninas em particular. Há já algum tempo que não dedicava atenção à Morfindes e precisava de lhe aumentar o item level para um número mais confortável, que me permitisse sobreviver melhor em Argus. Além disso também queria avançar mais um pouco na história para ver onde a trama nos leva e assim sendo na sexta e no sábado estive a jogar com ela. 

 

Para as quests estou a usar a especialização em vengeance porque considero que é aquela que melhor me permite sobreviver a encontros com mais do que um oponente. Para dungeons, normalmente, uso a especialização em havoc se estiver a utilizar o random dungeon finder e com maltinha amiga uso o que for preciso na altura. 

 

No domingo dediquei-me à Gefjon e à Bluesparrow. À Gefjon porque a coitadinha já é nível 110 há mais de um mês e nem sequer tinha chegado à Broken Shore e à Blue porque, na realidade estava a fazer o leveling de um dos meus paladinos (que está em Draenor) e estava a aborrecer-me à brava e então resolvi trocar para a Blue e foi mil vezes mais divertido. 

 

Portanto, a Gefjon... A Gefjon é o meu primeiro priest, foi criada na altura do Burning Crusade e já passei pelas especializações todas. Por natureza é uma healer, mas actualmente em dungeons e raids só jogo com ela nessa condição com malta amiga. Nas restantes situações é só mais um dps (que de vez em quando tem dias maus). Em modo de RDF utilizo sempre a especialização Shadow, que para mim é um tormento e uma seca gigantesca cuja unica parte gira é a bonequinha ficar azul. De resto, para quests ou uso discipline (que é a minha favorita) ou uso holy (que também me diverte bastante mas o nível de sobrevivência não é tão alto como a especialização anterior). Então, lá levei a bichinha para a Broken Shore , aumentei-lhe o item level até 817 (estava em 770 ou qualquer coisa assim) e agora é só dar-lhe mais um boost até ao 830 ou 850 para poder ir mais confortavelmente para Argus. 

 

Na minha optica, só vale a pena irem para Argus com um item level de 820 se tiverem muita vontade de morrer várias vezes e gastar uma pipa de gold em reparações e eu sei disso porque levei o meu rogue para lá quando o iLevel era 821 e se não fosse o stealth estava super lixada. É tudo muito bonito mas as mobs em Argus batem mesmo com muita força e a malta fica um bocado apardalada... além de que têm um reaver  (que eu não via desde o BC e confesso que não tinha grandes saudades). 

 

Finalmente a Bluesparrow; a Blue foi também a minha primeira druida, igualmente, criada por altura da Burning Crusade e durante muito, muito tempo foi especializada em feral, depois passei por restoration e finalmente decidi-me por balance, sendo que nunca tive vontade de ser ursa. E decidi-me por balance porquê? Fácil, porque houve aí uma altura em que só havia gatos por todo o lado e eu fartei-me disso e resolvi ser um moonkin. Toda a gente dizia que o dps em balance era um cócó e bla bla bla, pois eu estive-me nas tintas para isso tudo e virei balance. 

 

É verdade que o dps em balance não é fácil, mas bater de longe é melhor do que bater de perto e se, numa dungeon, por acaso o tank tiver o azar de morrer podemos sempre ressuscitá-lo antes da coisa descambar totalmente, evitando assim um wipe. Portanto, os moonkins são amigos, são fofinhos e vale sempre a pena ter um por perto. Além disso, divirto-me à brava com ela nas dungeons de Draenor porque na altura em que fiz o leveling dos outros personagens, como estava só a seguir a história e a fazer as quests, praticamente não fiz dungeons. Agora como não tenho essa preocupação, já faço as dungeons. 

 

E pronto este foi o fim-de-semana das meninas.