Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Morfindes a Illidari

Morfindes a Illidari

Kazz - O paladino pseudo-tank

Kazz.png

 Este é o Kazz, a minha criação mais recente. Criei-o porque ando há anos a tentar dominar a arte de ser tank. É verdade que o esforço não é muito grande, até porque os consecutivos falhanços com os druidas, com os warriors e inclusive com os monks acabam por desmotivar uma pessoa, pese embora toda a gente diga que ser tank é fácil.

 

Pequenada... deixem-me dizer-vos uma coisa... levar porrada nunca é fácil. Nem quando se quer, nem quando se não quer e eu sei - também por experiência - que culpar o healer é sempre uma boa desculpa mas às vezes a culpa não é do healer.

 

Conclusão, esta era a única classe que eu ainda não tinha experimentado como tank. Portanto, apesar de ter outros 3 paladinos, que são estes:

 

Paladins.png

 a verdade é que não sou ousada o suficiente para testar as minhas competências como tank ao nível 85, efetivamente, nem ao nível 32 (mas experimentei levar a Seraphyne para a Ragefire Chasm como tank para fazer uns testes). Bom, então criei o Kazz para começar com um nível mais baixinho e quando cheguei ao nível 15 lá fui eu para uma dungeon, cliquei no LFD e naquele preciso momento em que devia ter selecionado o escudo do tank... eeeeepáááááá, borreguei e selecionei DPS. Mudei o spec para retribution e siga. 

 

Por outras palavras... tive medo. 

 

Assim o mais pertinho que tive de desempenhar o papel de tank foi quando perdemos o nosso e eu generosamente ofereci-me para temporariamente não estarmos parados à espera que um novo tank aparecesse. Felizmente não morreu ninguém, mas o nível de segurança no que estava a fazer era zero. No entanto, tenho a dizer que curto à brava aquela cena de atirar o escudo. Na verdade, passo o tempo a atirar o escudo e a ver o martelo a andar à volta... é que aquilo é mesmo engraçado.