Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Morfindes a Illidari

World of Warcraft & Gaming em geral

Morfindes a Illidari

World of Warcraft & Gaming em geral

A Vaca Serafina - Druida Tauren Guardian Spec

30.01.19 | Helena R. Moisio

MAI_blog.jpg

Não, o bonequinho acima não é a minha vaca Serafina... a Serafina, ou antes Seraphyne (porque é sempre giro dar um toque assim afrancesado a uma vaca) é esta aqui em baixo:

 

Seraphyne.JPG

... Pronto, tem um arzinho mais mimoso. Bom, mas adiante. Eu tenho vários druidas, porque gosto de ter um de cada raça (se bem que tive de apagar um worgen recententemente porque uma questão de gestão de espaço e provavelmente foi uma má estratégia, mas depois penso nisso), só que quando me habituo a jogar numa determinada especialização, depois mudo-os a todos para essa especialização e não jogo com as outras. 

 

Pessoalmente, gosto imenso de jogar na especialização de Balance e confesso que é a especialização que melhor domino ao nível de DPS, no entanto queria experimentar algo diferente com a classe dos druidas e como toda a gente diz que o melhor spec para leveling é Feral ou Guardian, eu agarrei na vaca Serafina e disse-lhe: "Vais ser mesmo tu a cobaia". Entretanto já a rapariga já ia no nível 96 (creio eu), mas eu agarrei nela e troquei tudo de Balance para Feral.

 

Epá... tenho a dizer-vos que demorei um bocado a habituar-me ao tipo jogo e acho que não me habituei totalmente. Além disso não achei nada fácil fazer o leveling em Feral, mesmo nada... a coitada da vaca deve ter morrido para aí umas 1500 vezes ou assim. Quando cheguei ao nível 100, a coisa já me pareceu um bocadinho menos má muito, provavelmente, porque eu me fui adaptando ao tipo de jogo, mas não achei que fosse mais fácil por isso. Entretanto, quando comecei a fazer as quests para os artefactos deixei o spec de Balance para o fim e quando fui buscar as garras de Ursoc, pensei que tinha feito uma muito má opção e aquilo ia ser uma tragédia.    

 

Curiosamente, não só não foi como também cheguei à conclusão que tinha sido uma excelente opção e ao contrário do que senti com o estupor do gato, senti-me super confortável no spec de Guardian e progredi no jogo muito mais rapidamente. Estava, efetivamente, a divertir-me à brava a jogar na especialização de Tank. 

 

E agora perguntar-me-iam vocês: Então e dungeons? Pois... não. Desisti de fazer dungeons através do LFG. Agora já nem como DPS quanto mais como Tank ou Healer. 1º não tenho paciência para estar 500 anos à espera de um grupo; 2º não tenho paciência para aturar gente idiota, e de hoje em dia são duas coisas que acontecem frequentemente no LFG. Portanto, não. Se quiserem procurem-me e perguntem-me, não costumo morder e nunca me importo de ajudar, agora de resto pois... computer says nooooo.