Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Morfindes a Illidari

As decisões de Sylvanas - The Burning of Teldrassil (Warbringers)

13.08.18 | A Diva do Sofá

SylvanasWindrunner.png

 

Pois bem, eu ainda não tinha tido oportunidade de falar aqui sobre as tristes decisões da Sylvanas Windrunner nesta introdução ao Battle for Azeroth porque, na verdade, só neste fim-de-semana é que tive possibilidade de jogar o cenário tanto do lado da Horde, como do lado da Aliança.

 

Qual foi então a conclusão a que cheguei?

 

Epá... esta miúda não está boa da cabeça. Gosto muito dela, compreendo perfeitamente as suas motivações, mas bem vistas as coisas não concordo com as suas acções e como tal, depois de ter jogado ambos os cenários, desta vez vou jogar pelo lado da Aliança. É claro que contuarei a jogar com os meus pequenotes da Horde, mas as minhas personagens principais vão ser da Aliança.

 

Cheguei a esta conclusão depois de ter visto, obviamente, a cinematica "Warbringers" e depois de ter jogado o Cerco a Lordaeron. Basicamente, devido a um conjunto de más decisões perderam-se 2 grandes cidades; por um lado perdeu-se Darnassus, por outro lado perdeu-se Undercity. E tudo isto porquê?  Porque a Banshee Queen primeiro resolveu queimar Teldrassil e depois - porque perdeu o Cerco - resolveu sacrificar a sua própria cidade e deu de frosques - como o Robin dos Bosques - para Ogrimmar. Portanto, como já não bastava - no Legion - ela ter sido o motivo directo que levou à morte do Rei Varian Wrynn (que eu até compreendi depois de ter engolido uma data de sapinhos, mas não lhe perdoei esta vil traição), agora à pala desta mesma menina duas grandes cidades vão com os porcos... tenho grandes dúvidas que o Vol'jin tenha tomado a decisão certa ao nomeá-la Warchief. 

 

E... parece que não sou a única com estas dúvidas, pois o Varok Saurfang parece ter algumas e o Baine Bloodhoof também. É claro que o primeiro encontra-se agora a pernoitar - por tempo indeterminado - nas Stockades, a fazer companhia ao Hogger. 

 

Quem esteve muito bem no meio desta história toda foi o Anduin, desde logo porque é um puto muito giro (Go Blizzard! Yaaaayyy!) e depois porque - apesar de todas as tragédias pessoais - parece ter uma personalidade bastante equilibrada. Neste sentido, e acreditando que sobrevive até ao final da expansão, penso que a Aliança terá aqui um bom Rei e um bom líder. 

 

Quem também esteve muito benzinho e com direito a uma entrada triunfal, para salvar o dia, foi a Jaina Proudmoore. No entanto, como também não me parece que esta moça tenha os berlindes todos no sitio desde a queda de Theramore, olho para esta intervenção com muitas reservas. Todavia, logo se verá o que esta nova história nos vai trazer. 

 

Para concluir e para quem ainda não teve oportunidade de ver o que aconteceu em Teldrassil, aqui fica então história: